Voltar Neurinoma do Acústico

Os tumores do nervo auditivo também conhecidos como neuromas, neurinomas, schwanomas ou neurofibromas do acústico, são crescimentos fibrosos não malignos, que se originam no nervo do equilíbrio (nervo vestibular) ou no nervo da audição (nervo coclear). Estes nervos formam um só bloco nervoso chamado nervo cócleo-vestibular. Estes tumores são proliferações anômalas das “células de schwan” que são células que estão presentes em torno das estruturas dos nervos por isso o nome mais adequado de schwanoma.

Estes tumores normalmente não se espalham no organismo (não criam metástases). Eles se constituem em aproximadamente 8% de todos os tumores cerebrais. Eles começam no canal interno do ouvido (vide esquema abaixo) e podem se expandir até o cérebro. Normalmente são unilaterais, isto é em um só ouvido, mas raramente pode se apresentar nos dois ouvidos e se tratar de uma doença chamada neurofibromatose, que trataremos em item a parte nesta página.

Os neurinomas são raros e estudos estatísticos mostram que sua incidência na população em geral é de 1 caso para 100.000 habitantes por ano. Isto significa que por exemplo, em uma cidade com 100.000 habitantes, estatisticamente teremos um caso por ano.

Existe uma causa definida do por quê aparece o tumor. É sem dúvida uma predisposição genética e um defeito na formação de nosso embrião.

Alguns trabalhos já tentaram correlacionar causas como traumas, doenças metabólicas ou hormonais e até a uso de telefone celular, mas até agora não existe prova deste envolvimento.

Em menos de 1% dos casos eles podem se malignizar.

São localizados profundamente no crânio e próximos a centros vitais do cérebro.

Junto a ele passam outros nervos cranianos como o nervo facial (responsável pela movimentação dos músculos da face) e também os nervos trigêmio e óculo-motor, por isso sintomas relacionados a estes nervos podem ser encontrados quando o paciente tem um tumor do acústico.

Os primeiros sintomas são normalmente relacionados com perda de audição, barulhos no ouvido (zumbidos) ou distúrbios de equilíbrio (vertigens ou tonturas). Enquanto o tumor cresce pode envolver outros nervos da vizinhança. Dores de cabeça podem aparecer devido a um aumento da pressão intracraniana ou distúrbios vasculares locais. Se esta pressão continuar por longo tempo sobre o cérebro pode ser fatal.

Em cerca de metade dos casos este tumor tem crescimento lento, demorando anos para se desenvolver. Em outros ou em algumas fases do seu desenvolvimento o crescimento pode ser rápido. Em alguns pacientes os sintomas são leves e quase que imperceptíveis em outros são severos e se instalam rapidamente. Nem sempre o tamanho do tumor faz com que os sintomas sejam maiores.

O paciente com neuroma do acústico apresenta um sério problema que pode envolver risco de vida.