Voltar Diagnóstico

O sintoma principal é a perda de audição em um ouvido. Ela pode ser progressiva, se instalando lentamente e demorando meses ou anos para ir se agravando ou as vezes é de caráter subido, se instalando instantaneamente.

Alem disso o paciente pode ter zumbido (ouvir um barulho no ouvido) e este sintoma as vezes (5%) é o único sintoma referido pelo paciente.

Tonturas ou vertigens podem acompanhar o quadro ou serem também o primeiro sintoma de alerta.

Cefaleias (dores de cabeça)podem acompanhar o quadro.

Normalmente é o médico otorrinolaringologista que faz o diagnóstico, pois em casos de perdas auditivas assimétricas existe a obrigatoriedade de se investigar e afastar o neuroma do acústico.

Exames de audiometria, potencias evocados (BERA) estão entre aqueles mais usados para a suspeita diagnóstica, porem, somente com exame de imagem e mais especificamente com a ressonância magnética é que vamos poder fazer o diagnóstico de um tumor na região do nervo acústico.

A critério do médico poderão ser necessários outros exames como o exame otoneurológico (testes labirínticos) e outros que possam ajudar em diagnosticar outros envolvimentos e complicações.

O diagnóstico final e de certeza só é possível quando o tumor é retirado cirurgicamente e o exame anátomo-patológico é realizado podemos afirmar categoricamente que é um neuroma ou schwanoma.

Nenhum médico pode afirmar com certeza por um exame de imagem que o tumor é um neuroma. É raro, porém, há casos em que tumores que embora pareçam neurinoma por sua evolução clínica e aspecto radiológico se tratam de outros tipos de tumores inclusive tumores malignos. Isso deve sempre ser informado ao paciente e ser levado em consideração no planejamento do tratamento.


Perguntas Frequentes